O primeiro Street Fighter

Ryu X Sagat - Street Fighter

Você conhece o primeiro jogo da franquia Street Fighter, criado pela Capcom nos Anos 80 e que hoje já conta com inúmeros games, incluindo algun feitos por outras desenvolvedoras e os famosos crossovers com a Marvel, SNK e Tekken?

Eu vi esse jogo chegar ao fliperama, como eram chamados os arcades por aqui. No Japão, foi lançado em 1987, mas aqui no Brasil, pelo menos no fliperama em que eu jogava, foi somente em 89 ou 90. As máquinas de arcade funcionavam com fichas que você comprava e inseria nas máquinas pra jogar.

Street Fighter foi realmente uma revolução.

Máquina de Fliperama Street Fighter

Lembro de ver uma máquina da Capcom chegando, com uma tela gigante pra época e 2 conjuntos de joysticks com 6 botões cada. O máximo que se tinha na época eram três, e mesmo assim a grande maioria dos jogos usava um único botão, ou dois. Que jogo era aquele?

Quando colocaram a máquina pra funcionar, de uma hora pra outra o fliper esvaziou e juntou todo mundo em volta dela. Os gráficos do jogo eram surreais naquela época!

Era estranho ver um jogo de luta mano a mano, ao invés da habitual progressão lateral, dos famosos sidescrollers de luta da época, como Double Dragon. Era possível até que um jogador colocasse outra ficha e lutasse contra o Ryu, controlando outro personagem, o Ken.

Hadouken!

Hadouken - Ryu vs Ken

Nos primeiros dias, ninguém passava do “chinês“, que era o personagem Lee, depois era o “velho“, o Gen, até que alguém fez o Ryu soltar uma bola de fogo, o hadouken. O fliperama foi à loucura!

Personagem Gen do primeiro Street Fighter

Aos poucos fomos aprendendo o hadouken, o shoryuken e o tatsumaki senpuu kyaku. É claro que ninguém ouvia direito o nome dos golpes que os personagens falavam. Era tudo em japonês e com um som péssimo. Inventávamos nomes como helicóptero.

Street Fighter - Ryu vs Birdie

Esses golpes eram dificílimos de dar. Nenhum jogo até ali combinava movimentos e cliques daquele jeito. A galera girava o joystick apertando o botão e rezando pra sair.

Street Fighter Adon

Aos poucos matamos o “chinês“, o “velho“, Birdie, Eagle e ninguém passava do tailandês Adon. Quando passava, tomava um pau do Sagat em questão de segundos. Não me lembro de ver ninguém zerando a máquina na época.

Street Fighter Sagat

O primeiro Street Fighter não fez muito sucesso, em parte porque os controles não eram muito responsivos, mas também pela novidade difícil de acostumar.

Street Fighter 2 foi uma outra história. Tinham duas ou três máquinas sempre lotadas e “qualquer um” sabia todos os macetes e zerava com uma mão nas costas.

You may also like...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *